+
+

Sobre o espetáculo
SORTIE DE SECOURS

Teatro Gazeta

Dias: 26 e 27 de Outubro / 03, 04, 05, 16, 17, 23 de Novembro às 20:30
20, 24, 25 e 26 de Novembro às 19:00 e 21:30

Endereço: Av. Paulista, 900 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01310-100
Telefone:(11) 4003-1527
Censura: 14 anos
Duração: 01h40

Release

“Sortie de Secours” (saída de emergência, em francês) conta a história fictícia de um homem chamado Aíva Doudelo, um personagem com múltiplas personalidades, que está preso em um mundo obscuro e caótico, criado por si próprio. Um lugar úmido habitado por este ser com síndrome de múltiplas personalidades, representadas aqui pelos Pecados Capitais. Eles são demônios em formas humanas, fortes e decididos a controlar a mente e o corpo. Travam, assim, uma disputa de amor e ódio procurando sua própria saída.
Os sentimentos de Aíva, suas agonias, pensamentos, frustrações, suas depressões e medos são a matéria-prima do espetáculo.

"Sortie de Secours mistura sensações e revelações, em um jogo estimulante entre o personagem e as diferentes personalidades que habitam seu corpo."

 

Companhia

F.A. Contemporary Dance Company foi fundada em 2011 e se tornou o instrumento sobre o qual o diretor, Fábio Aragão, desenvolve livremente o seu próprio trabalho, examina tudo que representa o ser humano como um todo e em sua evolução: os problemas entre a mente e o corpo com suas respectivas necessidade e desejos contraditórios. De forma eclética, o diretor evolui seu estilo rápido, técnico e articulado, além de explorar os limites de todas as áreas da arte. Tornou-se um sinônimo de sua abordagem nas novas tecnologias ao incorporar animação, cenários, cinema, vídeos e som eletrônico. Todas as suas performances são executadas por um elenco altamente qualificado. Um intercâmbio cultural entre Brasil e França.

Direção Artística
Fábio Aragão

Assistente de Direção
Letícia Rossi

Assistente de Coreografia
Lucas Roque

Ator
Diego Antunes

Bailarinos
Danyla Bezerra, Glória Candemil, Lucas Roque, Marcela Pinho, Marina Teixeira, Renato Barbosa, Otávio Portela

Acrobatas
Leandro Fernandes e Vinicius Lamas

Textos e Músicas
Fábio Aragão

Beauty Artist
Renso

Criação de Luz
Raquel Balekian

Operação de Luz
Marcelo Esteves

Criação de Cenografia
Pierre Oppeneau

Realização de Cenografia
Marcos Roberto dos Santos

Cenotécnico
Antonio Oliveira

Responsável de Técnicas Verticais
Fernando Cervantes

Equipamentos cênicos
HS Produção

Costume Design
Ana Gonçalves & Betisa d' Costa

Fotografia
Cassia Tabatine

Vídeo
Manacá Filmes

Designer Gráfica
Michele Diniz

Assessoria de Imprensa
Iara Filardi

Direção de Produção
Alessandra Herszkowicz – Tanza Produções

Coordenação de Produção
Gabriela Boschetti – Tanza Produções

Gestão Administrativo Financeiro
Edelaine Demucio – Planned Soluções Contábeis

 

FABIO ARAGÃO Diretor Artístico

Vivendo em Paris, França, desde 2000, Fabio Aragão foi bailarino solista de Roland Petit e atuou em grandes espetáculos apresentados na França, Canadá, Japão e Coreia do sul. Fábio Aragão nasceu em Salvador, Bahia. O jovem coreógrafo e bailarino, solista de Roland Petit, começou a dançar em 1994, no grupo de dança moderna do SESI, criando suas primeiras coreografias: O Mosquito, Labirinto da Loucura e O Encontro.
Em 1995, ingressou na Escola de ballet clássico Miriam Bacelar e, em 1996, na Faculdade Federal da Bahia, no curso de Licenciatura em Dança. No mesmo ano, foi convidado a integrar a Jorge Silva Company, em Salvador.
De 1997 a 1999 ingressou na companhia Dance Brazil, com sede em Nova York, sob a direção de Jelon Vieira, nos espetáculos "Quilombo" e "Camará", onde foi solista. Em 2001, o coreógrafo Roland Petit o convidou para fazer parte da sua companhia no "Duke Ellington Ballet", em colaboração com o balé Maky Asami (apresentado em Tóquio em 2001 e 2003). Ele também é solista em "Delit d’ivresse” (2002), apresentado no Auditório Saint-Germain-des-Prés. Em 2004, participou do balé "Roland Petit Raconte les chemins de la création”, no teatro du Suresnes Jean Vilar.
Entre 2005 e 2008, retorna ao elenco de "Notre Dame de Paris" para a turnê na Ásia (Coreia do Sul e Taiwan) e para espetáculos em Montreal (Quebec, Canadá). A partir de 2006, trabalhou com outros coreógrafos, como Karine Saporta (Dans Le Regarde De La Nuit II), com a companhia PH7 (Tenue Correcte Exigée e Abraxas), Sophie Carlin (Racine de 2) e Georges Momboye (Sacre du Printemp e Entre le Ciel et Terre).Em 2011 foi convidado para criar um solo para a bailarina franco-brasileira Anette Leporq no festival de dança contemporânea em Aveiro-Portugal, época em que montou a F.A. Contemporary Danse Company.
Em 2012, filmou, editou e criou a música para o filme “Despir o Desejo”, por ocasião do livro-instalação “A Louca Debaixo do Banco”, de Fernanda Young, realizado no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, em outubro.

PIERRE OPPENEAU Criador da Cenografia

Graduado em Arquitetura na faculdade Nacional de Bordeaux. Desde 2007, ele trabalha principalmente em Paris e na África Central. Ele colabora com diferentes arquitetos para projetar moradias, parques e projetos de planejamento urbano. Em paralelo, ele conduz projetos de design de interiores e criações cenográfica.

LETÍCIA ROSSI Assistente de Direção

Bailarina e professora de Pilates. Integrou a Cia Druw de dança contemporanea, A Insaio cia de dança e trabalhou com Renata Melo no espetáculo "Passatempo"e Lara Pinheiro no projeto" Paisagens Internas".
Fez diversas performances /instalaçoes com com o artista plástico José Roberto Aguilar.
Teve seu solo "Procura-se" selecionado pelo CCBB para participar da residência artística "Chantier en construction"em Paris.
Morou em Paris por sete anos trabalhando com Dança e criação. Se formou em Pilates pela Balanced Body e A-line école de Pilates.

DANYLA BEZERRA Gália Gula

Nasceu em Pindamonhangaba, SP. Começou a dançar aos 5 anos, aos 15 ingressou na Escola de Danças Clássicas do Teatro Guaíra, em Curitiba, seguindo um estágio com o Balé Teatro Guaíra. Continuou seus estudos na Miami City Ballet School (2007-2009), no ano seguinte passou a integrar o Trainee Program do Boston Ballet. Recebeu uma bolsa para o Banff Summer Arts Festival, no Canadá, em 2010, e logo em seguida entrou para o corpo de baile do National Ballet of Canada, onde dançou balés de Christopher Wheeldon, George Balanchine, Alexei Ratmansky, John Neumeier, entre outros.
Em 2013 ingressou na São Paulo Companhia de Dança, onde dançou obras de Nacho Duato, William Forsythe, Giovanni di Palma e Mário Galizzi.

GLÓRIA CANDEMIL Maria Ira

Natural do Rio Grande do Sul, iniciou seus estudos na Escola de Dança Andanças, finalizando sua formação no Pavilhão D Centro de Artes em São Paulo.
Integrou a Anacã Cia de Dança, com direção de Edy Wilson. Junto a Cia participou do projeto "Logos Diálogos - 6 Sinfonias de Bach" com direção do violoncelista Dimos Goudaroulis e coreografia de Deborah Colker.
Com a Cia Divinadança dançou trabalhos de Andrea Pivatto, Henrique Rodovalho e Liliane de Grammont.
Em 2014 participou do "Prisma Festival de Danza Contemporánea" no Panamá.⁠⁠⁠⁠

LUCAS ROQUE Paulo Preguiça

Nascido em Pomerode SC, Estudou na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, Dançou no Teatro Guaira PR. Cisne Negro cia de Dança com a montagem de "O Quebra Nozes", Cia Deborah Colker no RJ, Ballet Stagium e Divinadança em SP e Companhia de Dança Palacio das Artes em BH.Como mestres e referencias teve Gustavo Lopes, Maria Antonieta Spadari, Jair Moraes e Betina Bellomo

MARCELA PINHO Lorena Luxúria

Natural de São José dos Campos, ingressou na Cia de Dança de São José dos Campos sob direção de Ricardo Scheir e Renato Vieira.Em 2011 dançou no Balé da cidade de SP. Atuou como bailarina e manipuladora de bonecos no Circo Manacá (Pia Fraus),Projeto Mover-se, de Anderson Couto. Trabalhou na Companhia de Dança Siameses, de Mauricio de Oliveira.
Divina Dança de Andrea Pivatto.
Participou do Musical New York New York direção de José Possi Neto, além de atuar na Ópera Magdalena no Teatro Municipal.

MARINA TEIXEIRA Sophie Soberba

Natural de Curitiba, Paraná. Formada pela Escola de Dança do Teatro Guaíra-PR em 2008 e graduada no curso de Dança na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) em 2013. Atuou profissionalmente nas companhias Balé Teatro Guaíra-PR, Cia de Dança Eliane Fetzer - PR, "Arsenale della Danza" - Veneza-Itália, Cisne Negro Cia de Dança-SP e Cia de Dança Deborah Colker-RJ.

OTÁVIO PORTELA Marcos Avareza

Natural de Salvador, iniciou seus estudos em dança na Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia, onde estudou diversas técnicas de dança e formou - se em 2012, simultaneamente fez parte do Balé Jovem de Salvador (BJS), dirigido por Matias Santiago. Fez parte de companhias como Cisne Negro Cia de Dança(SP), BrazzDance Theatre(EUA), Cia de Dança do Palácio das Artes(MG), São Paulo Cia de Dança. Fez parte do elenco de grandes óperas no Teatro Municipal de São Paulo, como solista na Ópera Ainadamar e Ópera Eugene Onegin.

RENATO BARBOSA Ivan Inveja

Natural de São Paulo iniciou seus estudos em ballet clássico, jazz e dança contemporânea aos 17 anos no “Phalibis Studio de Dança". Em 2012-2013 integrou a "Lamondance" em Vancouver – Canadá, onde além de dançar trabalhos criados para companhia, teve contato com o trabalho de grandes profissionais como Crystal Pite, Kibbutz Contemporary Dance Company, Batsheva Dance Company, Ballet of British Columbia e outros.
Em 2014 com o “Grupo Divinadança” dançou trabalhos criados por Henrique Rodovalho, Andrea Pivatto e Liliane de Grammont no “Prisma Festival de Danza Contemporánea” no Panamá.

LEANDRO FERNANDES Sombra

Leandro “Down” Fernandes é praticante de Parkour desde 2009 e acrobata desde ano seguinte. Praticante de kung-fu por 10 anos. Trabalhou como dublê, assistente técnico de Ginástica Artística, além de organizar, coreografar e apresentar shows e workshops com Parkour , Circo e Acrobacia. Professor e preparador físico de Escalada Esportiva. Instrutor de Parkour e Acrobacia pelo espaço de treinamento Tracer.

VINICIUS LAMAS Sombra

Nascido em 1991, teve contato com diversas atividades, como capoeira, aulas de karatê e acrobacias desde criança, adquirindo grande uma vivência nas áreas. Porém, desde a adolescência vem se aperfeiçoando no Parkour, onde realmente satisfez toda busca por desafio. Desde então se dedicou integralmente a arte do movimento unindo toda sua bagagem que possuía de dança como street dance e artes marciais. Com um generoso repertório movimentacional, foi chamado para participar de grupos de dança, eventos e trabalhos do gênero abusando de suas acrobacias variadas e técnicas de parkour, passando por diversos trabalhos, atualmente estuda interpretação e segue com dedicação a arte de expressão corporal acrobática e dramaturgia.

Teatro Gazeta, São Paulo - SP

03, 04, 05, 16, 17, 23 de Novembro às 20:30
20, 24, 25 e 26 de Novembro às 19:00 e 21:30
Censura: 14 anos - Duração: 01h40